MICROCONSTRUÇÃO AVALIATIVO-MODALIZADORA COM “SUPER” NA LÍNGUA PORTUGUESA – UMA ANÁLISE A PARTIR DA LINGUÍSTICA FUNCIONAL CENTRADA NO USO

Lauriê Ferreira Martins Dall'Orto, Patrícia Fabiane Amaral da Cunha Lacerda

Resumo


Este artigo tem como finalidade a descrição do pareamento forma-função da microconstrução avaliativa “super” mais verbo na língua portuguesa – {[super]op + [verbo]var}int/foc – a partir de uma proposta de rede taxonômica que relaciona tal padrão construcional de maneira hierárquica em torno de um esquema abstrato comum – {[X]op + [Y]var}int/foc. Assume-se, para tanto, o aporte teórico da Linguística Funcional Centrada no Uso, que tem como pressupostos básicos a renovação da língua pelo uso, o estudo da gramática e do discurso simultaneamente e a correlação entre formas e funções linguísticas. Adota-se como procedimento metodológico o equacionamento entre a análise qualitativa das ocorrências e o cálculo da frequência de uso. Para o levantamento e a análise das ocorrências, foi constituído um corpus sincrônico escrito, cujos textos, retirados de blogs e de revistas disponíveis na internet, foram distribuídos em um continuum de (in)formalidade. Os resultados obtidos apontam que a microconstrução {[super]op + [verbo]var}int/foc tem como características (i) o posicionamento avaliativo do locutor com atitude focalizadora, (ii) a propriedade da modalização, (iii) a atribuição da intensificação de maneira implícita e (iv) o uso [+ intersubjetivo]. Nesse sentido, observa-se que “super”, na microconstrução analisada, cumpre propósito comunicativo específico na língua portuguesa.

Palavras-chave: Linguística Funcional Centrada no Uso; Microconstrução; Avaliação; Modalização; “Super” mais verbo.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.