UMA ANÁLISE SEMIOLINGUÍSTICA DAS CONSTRUÇÕES CONDICIONAIS EMPREGADAS NO DISCURSO PUBLICITÁRIO DA UBER

Anabel Medeiros Azerêdo de Paula, Camila de Oliveira Groppo Lourenço Lima

Resumo


A publicidade é uma das linguagens de sedução mais eficazes da contemporaneidade e, por isso, nós nos rendemos a ela, muitas vezes, inconscientemente. Desse modo, urge a necessidade de que as estratégias empregadas, nesse discurso, para seduzir o público visado, sejam explicitadas e analisadas. Portanto, este trabalho baseia-se, fundamentalmente, nos pressupostos da Teoria Semiolinguística de Análise do Discurso (CHARAUDEAU, 2010) para tratar dos aspectos concernentes ao comportamento linguageiro dos sujeitos em interação no discurso publicitário, com a finalidade de investigar como a Uber – prestadora de serviços eletrônicos na área de transporte privado urbano – organizou o seu discurso em seis peças publicitárias, em 2017. Percebe-se que, por meio de construções condicionais, pouco recorrentes nesse domínio discursivo, estrategicamente, a Ubersugere a sua qualidade exclusiva.

Palavras-chave: Publicidade; Construções Condicionais; Semiolinguística.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.