[PRORROGAÇÃO DE PRAZO DE SUBMISSÃO] Chamada para publicação de artigo em Dossiê Temático (n. 31, dez. 2019)

Revista Cantareira, edição nº. 31 (dez. 2019)

Dossiê: O esporte em tempos de exceção: práticas desportivas e ações políticas durante as ditaduras na América Latina no século XX

Organizadores: Nathália Fernandes (UFF) e Aimée Schneider (UERJ)

A história do esporte já superou a ideia de que seu campo de estudo pertencia, primordialmente, aos profissionais ligados exclusivamente à sua prática ou ao estudo delas, como os atletas e profissionais da educação física. Antropólogos, sociólogos e posteriormente historiadores vêm, pelos menos desde a década de 1970, debruçando pesquisas sobre as práticas esportivas e suas ações culturais e políticas, bem como a maneira como essas ações se relacionam com o momento político vivido.

O Brasil, por exemplo, vivenciou, durante 21 anos, um regime de exceção, marcado pela violência política e repressão às ações culturais, políticas, sociais e também esportivas, que impediam que a população se manifestasse e agisse livremente conforme seus desejos de expressão. Assim como diversos outros países da América Latina passaram por golpes e regimes que interromperam a experiência democrática e realizaram inúmeras ações autoritárias.

O cotidiano ditatorial tinha reflexos diretos nas ações esportivas e na vivência de clubes, atletas e torcedores desses países, impondo à eles uma nova realidade e a necessidade da criação de novas maneiras de expressão, manifestação e resistência para aqueles que discordavam da forma como o governo levava a cabo suas ações e eram, portanto, alvo de suas medidas repressivas. Nessas sociedades, marcadas pela ambivalência que nos fala Pierre Laborie, havia também aqueles que concordavam e apoiavam as práticas do governo, e tais indivíduos circulavam também no universo esportivo, fazendo ouvir suas propostas e pensamentos. Sejam dirigentes, técnicos, profissionais, atletas ou torcedores, muitos indivíduos compactuavam com a premissa ideológica do regime e, através do esporte, tinham sua voz ouvida.

Atualmente, a temática do esporte e a necessidade de discussão sobre o período de exceção que o Brasil e outros países latino americanos vivenciaram ao longo do século XX estão presentes em diversos debates dentro e fora da academia; dessa maneira, se faz necessário abrir espaço nesse periódico acadêmico para que essas discussões tenham lugar de se realizar.

A Revista Cantareira – periódico do corpo discente da Universidade Federal Fluminense – convida à chamada de artigos para a sua 31ª edição, com o intuito de adensar este debate, através do dossiê “O esporte em tempos de exceção: práticas esportivas e ações políticas durante as ditaduras na América Latina, no século XX”.

Excepcionalmente, não receberemos, nesta edição, artigos livres e resenhas. Todavia, reforçamos que a existência da recepção em fluxo contínuo possibilita a análise e possível publicação em números posteriores.

Os artigos e trabalhos devem ser encaminhados, exclusivamente, para o endereço dossiecantareira2019.2@gmail.com.