Donas e Foreiras: Senhoras proprietárias de escravos na freguesia de Nossa Senhora da Conceição do Bananal de Itaguaí em Meados do Século XIX

Jessica Santana de Assis Alvez

Resumo


Na freguesia de Nossa Senhora da Conceição do Bananal, pertencente à Vila de Itaguaí (atual Seropédica) a presença de mulheres proprietárias de escravos e terras, foi recorrente ao longo do século XIX. Buscando perceber aspectos da administração dos seus patrimônios, suas possíveis estratégias para manter ou ampliá-los e espaços de atuação, selecionamos três mulheres: Dona Gertrudes Maria da Conceição, Dona Sabina Felicidade Perpetua e Dona Rita Maria da Conceição, como exemplo de mulheres de elite da Freguesia. Na pesquisa verificamos que elas souberam administrar seu patrimônio apesar das adversidades. Apenas mantendo-o ou ampliando-o. Mulheres que atuavam na administração dos seus bens, mesmo com parentes homens que, com base na legislação vigente, poderiam impedir ou realizar tais ações.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.