Teorias raciais no Brasil: um pouco de história e historiografia

Diego Uchoa De Amorim

Resumo


A maioria dos apontamentos que estará nas linhas seguintes já se faz presente em muitos outros artigos. O que se pretende trazer aqui, logo, é uma breve apresentação da história e da historiografia das teorias raciais, de maneira a fomentar novos debates sobre estas teses que deixaram marcas profundas no imaginário social brasileiro e que servem de base para muitos argumentos racistas1 até o dia de hoje. Durante os anos finais do século XIX no Brasil, principalmente, com a Proclamação da República (1889), muitos intelectuais se debruçaram sobre uma das maiores preocupações políticas da elite nacional no momento: a “nação brasileira”. A ânsia por apresentar uma nova forma de coesão social que substituísse as antigas, típicas do regime Monárquico, passou a ser a ordem do dia. Aqui, podemos pensar este processo de construção da nação a partir do conceito de Hobsbawm de invenção de tradições, segundo o historiador inglês:(...)


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.