O OVO DA SERPENTE:a ditadura civil-militar e o capital monopolista brasileiro – o caso das empreiteiras

Pedro Henrique Pedreira Campos

Resumo


O ensaio pretende analisar o processo de consolidação dos conglomerados nacionais da construção pesada no final da ditadura civil-militar brasileira. Nesse período, houve a concentração das atividades do setor em algumas grandes empresas, bem como uma tendência à diversificação das áreas de atuação dessas companhias. Lançando mão de um aparato teórico-conceitual marxiano, entende-se esse duplo movimento como uma centralização de capitais e também como busca de ramos econômicos com maiores taxas de lucro, devido à redução das margens de ganho no setor, em função da estabilização e diminuição dos investimentos governamentais em obras públicas. Concluímos que vários dos grandes grupos que predominam atualmente na economia brasileira têm origem no período da ditadura e se projetaram a partir das políticas estatais impostas então.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.