“O NERVO MAIS FORTE DAS FRONTEIRAS" dinâmicas sociais dos índios no Paraguai [séculos XVI e XVII

Bruno Oliveira Castelo Branco

Resumo


O processo de constituição das fronteiras ibéricas no sul da América meridional ao longo do período colonial impactou de forma significativa na história das populações indígenas habitantes desses espaços. Os índios participaram de forma ativa na construção destes territórios, integrando a nova realidade que era articulada a partir das instituições políticas, religiosas e formas de organização do trabalho empregadas pelos espanhóis na América: a encomienda e, concomitantemente, a atividade missionária. Nessa direção, pretende-se problematizar a situação de fronteira, considerando seu complexo dinamismo social, enfatizando a análise de situações concretas vivenciadas pelos índios no Paraguai colonial

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.