Os testamentos na produção historiográfica

Aryanne Faustina da Silva

Resumo


Os testamentos – documentos legais utilizados para o registro das últimas vontades do indivíduo – se tornaram uma interessante alternativa de fonte para aqueles que buscam pesquisar questões pertinentes aos campos da História Social e da História Cultural. Para além de documentos de cunho jurídico, as declarações contidas nos testamentos são capazes de nos dizer muito a respeito, por exemplo, das crenças e práticas religiosas na Europa medieval e, também, sobre a dinâmica de vida de grupos sociais no Brasil colonial. O presente artigo apresentará alguns dos trabalhos produzidos – a níveis nacional e internacional, entre a década de 1970 e o ano de 2013 – a partir do uso dos testamentos como fontes para a produção do conhecimento histórico.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.