Diálogos Alimentares Através de Memórias de Pescadores de Foz do Iguaçu – PR

Paola Stefanutti, Valdir Gregory, Nelson de Castro Neto

Resumo


Este estudo é dedicado a memórias de pescadores de Foz do Iguaçu-PR, a partir de 1959, enfocando hábitos alimentares, correlacionando-os com vivências locais. O procedimento metodológico adotado neste trabalho busca interpretar dados obtidos através destas narrativas, sendo considerada uma pesquisa oral temática. Faz-se um ruminar de discussões alimentares que desencadearam alguns desdobramentos tais como: fronteiras nacionais, a comida como identidade, o poder simbólico e a distinção sócio-alimentar. E corrobora a tese de que a comida é simbólica e reflete a cultura, o meio e os aspectos que circundam aqueles que a escolhem e a ingerem. Ressaltando a alimentação como uma das temáticas das ciências sociais.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.