Para ler as Memórias de um sargento de milícias: Uma perspectiva materialista da análise de fontes literárias em história

Luigi Bonafé

Resumo


O objetivo deste artigo é exercitar uma perspectiva materialista da análise de fontes literárias em História. A reflexão esboçada tem por objeto o romance Memórias de um sargento de milícias (18521853), de Manuel Antônio de Almeida. São negadas tanto sua vinculação ao Romantismo brasileiro quanto sua caracterização como precursor do realismo. A obra é encarada como narrativa de costumes centrada nos homens livres pobres da cidade do Rio de Janeiro de inícios do século XIX. Deste ponto de vista, trata-se de apontar algumas possibilidades de utilização de elementos do texto em pesquisas de caráter especificamente histórico.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.