(In)visibilidade Contemporânea: o Olhar e a Cena Urbana em “Medianeras” (2011)

Suelen Caldas de Souza Simião

Resumo


O objetivo desse trabalho é problematizar as relações estabelecidas com a cidade pelas personagens Martín e Mariana, no filme argentino Medianeras (2011) de Gustavo Taretto. Ao longo da película são apresentadas diversas leituras da cidade que se enquadrariam no que Featherstone descreve como a flânerie  contemporânea, uma flânerie ligada não apenas a questão da mobilidade física, mas do olhar. A partir disso podemos perceber as tênues relações entre cinema, cidade e história e questões ligadas a (in)visbilidade contemporânea também marcada pelo fenômeno da multidão já observado por Baudelaire e Benjamin no século XIX, mas ainda com presenças marcantes nas formas de socialização contemporâneas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.