Da Conquista do Espaço às Portas do Paraíso: a Ficção Científica entre Utopias e Distopias

Lucas Martins Flávio

Resumo


Em 1978 Raymond Williams publicou um artigo na revista Science Fiction Studies no qual analisava as relações entre Utopia e Ficção Científica. O autor, através de quatro modos de expressão da utopia – paraíso, mundo exterior alterado, transformação almejada e transformação tecnológica – procura relacionar obras clássicas da literatura da ficção científica à busca por uma sociedade alternativa ideal. Na tentativa de expandir as análises de Williams, seria preciso, atualmente, analisar as obras que são consideradas agora clássicas e, além de tudo, um dos espaços mais frutíferos da ficção científica: o cinema. Dessa forma, seria possível inserir as obras da ficção científica no âmbito da relação utopia/distopia. Para isso, partiremos da obra que lança George Lucas como diretor e voltaremos aos primeiros filmes de ficção científica, fazendo uma breve viagem até encontrar novamente o cinema de ficção científica da década de 70.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.