A História numa sala escura... a construção da memória nacional através de filmes históricos durante a ditadura civil-militar

Carlos Eduardo Pinto

Resumo


O artigo aborda um dos aspectos dos esforços de construção de uma memória nacional durante a ditadura civil-militar (1968-1985), analisando o embate entre duas visões opostas sobre a proclamação da independência do país em dois filmes realizados durante as comemorações dos 150 anos do fato: Independência ou Morte (Carlos Coimbra, 1972) e Os Inconfidentes (Joaquim Pedro de Andrade, 1972). Enquanto o primeiro apresenta a independência como fato consumado de uma história nacional sem conflitos, o segundo aborda o assunto de forma muito mais crítica, indicando uma independência ainda por se conquistar.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.