Provérbios populares e a formação da “consciência cívica”

Flávia Guia Carnevali

Resumo


O artigo pretende discutir de que forma a folclorista Alexina de Magalhães Pinto (1870-1921) através de seus trabalhos sobre cultura popular, especialmente por meio dos provérbios, irá revelar uma preocupação nacionalista que marcou fundo os intelectuais de fi ns do XIX e das primeiras décadas do XX. Dessa forma, o artigo debruça-se sobre o projeto educativo e ideológico da folclorista que via nos provérbios populares e na escola, aliados imprescindíveis para a formação dos cidadãos, revelando a relação existente entre as propostas educativas e de instrução com as de constituição de uma nação civilizada nos trópicos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.