A crise de Suez: uma sobreposição de três conflitos (1952-1956)

Luiz Salgado Neto

Resumo


O objetivo deste artigo é apresentar a Crise de Suez, que culminou com a guerra travada por Israel, França e Grã-Bretanha contra o Egito, em 1956, como um episódio em que três conflitos estavam sobrepostos: o árabe-israelense, o decorrente do processo de descolonização e a Guerra Fria. A análise se fundamenta na percepção de que somente inserindo o episódio nesses três níveis de conflito poderemos produzir um melhor entendimento sobre ele – suas causas imediatas, as alianças construídas e o seu desfecho. Busca-se observar que a Crise de Suez absorveu questões distintas e interligou conflitos que se influenciaram mutuamente. Podemos também observar nesse episódio a diferença entre conflito político e guerra, pois a crise já possuía contornos bem delineados antes mesmo da nacionalização da Companhia do Canal de Suez pelo governo egípcio, em julho de 1956.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.