A mulher na lita de libertação e na construção do estado-nação em Angola: o Caso de Luzia Inglês Van-Dúnem

Patrício Batsîkama

Resumo


Entre 1960 e 1975, a participação efectiva da Mulher na Luta de Libertação foi árdua e há uma instituição notória OMA (Organização da Mulher Angolana) que nos interessa. Da independência de Angola (1975) até as primeiras eleições gerais (1992), a participação da Mulher é real nas Forças Armadas, na Administração pública ou no aparelho do Estado. Da celebração da Paz em Angola (2002) até as novas eleições legislativas (2008) e gerais (2012), os frutos da participação da Mulher são evidentes: Novo Código da Família, Ministério da Família e Promoção da Mulher, Constituição de Angola de 2010, etc. A Senhora General Luzia Inglês Van Dúnem fez parte da instrumentalização deste desiderato, e abordar-se-á resumidamente aqui o essencial.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.