Reflexões críticas sobre o debate em torno dos movimentos sociais na África

Fabrício Cardoso de Mello

Resumo


O propósito do presente artigo é apresentar e discutir de forma crítica a produção bibliográfica recente que aborda a questão das lutas e mobilizações políticas no continente africano a partir do conceito de “movimento social”. A literatura é separada pela adesão a dois argumentos gerais distintos. O primeiro deles alarga consideravelmente o conceito para fazer com que seja aplicável ao maior número possível de casos empíricos. Já o segundo segue um caminho contrário e defende a impossibilidade de se falar em movimentos sociais na África. Ao longo do texto aborda as contribuições positivas desses autores, mas pontuo também seus limites e pontos fracos. Na conclusão, defendo a importância de se afirmar uma abordagem heurística sobre os movimentos sociais, já presente na literatura consagrada sobre o tema, para a discussão em torno de casos africanos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.