"Jornalismo de combate" nas páginas da revista "O Cruzeiro": o Engajamento Político de Rachel de Queiroz (1960-1964)

Fernanda Mendes

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar o engajamento político da escritora e cronista Rachel de Queiroz na primeira metade dos anos 1960, desde as eleições vencidas por Jânio Quadros para a presidência da República até o golpe civil-militar de 1964. Tendo como fontes principais as crônicas escritas por Rachel na seção Última Página da revista O Cruzeiro e o seu livro autobiográfi co, escrito a quatro mãos com sua irmã, Maria Luíza de Queiroz, o artigo pretende investigar o discurso político da escritora e sua atuação como intelectual engajada através de suas redes de sociabilidade.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.