A crise do capitalismo e o mundo imperialista (1870-1920)

Fabiane Cristina de Freitas Assaf Bastos

Resumo


O presente artigo é um balanço bibliográfico em torno do Imperialismo e sua relação com as modificações globais provocadas pela crise do capitalismo na Inglaterra a partir de 1870, estudada, principalmente, por Vladimir Ilitch Lenin, além de outros autores como Karl Marx, Rosa Luxemburgo, John Hobson, Rudolf Hilferding, Karl Kautsky, Nikolai Bukharin, Aloísio Azevedo, Eric Hobsbawm e os liberais Joseph Schumpeter e Norman Angell. Defende-se a ideia de que a complexa e densa discussão deve levar em conta esta crise e seus desdobramentos no campo econômico-financeiro, bem como o contexto anterior do capitalismo com suas mudanças estruturais, que levou a um acirramento dos confl itos entre as potências em nome de colônias, lucro e riquezas, processo que culminou numa “guerra imperialista”, como denomina Lenin a guerra de 1914-18, bem como se ressalta a importância da transição do velho para o moderno capitalismo dentro deste complexo processo. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.