Do ponto ás casas de sobrado: cultura material e riqueza nos inventários de Negociantes (Paranaguá/PR, Século XIX)

Vinicius Augusto Andrade de Assis

Resumo


Este artigo analisa a materialidade presente no cotidiano dos comerciantes de grosso trato e fazendeiros estabelecidos em Paranaguá no decorrer do século XIX. Com base em nove inventários post-mortem e outras fontes complementares, foi possível levantar questões referentes à sofisticação das casas de sobrado, ao universo do trabalho e a composição dos patrimônios numa região voltada à vida marítima e aos engenhos de farinha e madeira. Tendo em vista as noções metodológicas e historiográficas da cultura material, buscamos analisar a materialidade em simbiose com a sociedade e economia do Paraná oitocentista. Tal proposta nos permite compreender a vida cotidiana da elite comercial parnanguara enquanto reprodução de um padrão social arcaico vigente no Império do Brasil.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.