Mecanização da agricultura e as obras faraônicas da ditadura civil-militar: impactos e resistências no oeste do Paraná (1978-1981)

Hiolly Batista Januário de Souza

Resumo


O texto aborda a questão da mecanização da agricultura e dos grandes projetos postos em prática pela ditadura civil-militar que se iniciou em abril de 1964. A partir da década de 1970 os dois movimentos acima citados ganharam força e se expandiram. O artigo se ocupa da mecanização do campo na região oeste do Paraná, mesmo local onde foi instalada a Usina Hidrelétrica Binacional de Itaipu, dos impactos destes projetos na vida dos camponeses locais e dos movimentos de resistência: Movimento Justiça e Paz (MJT) e o Movimento dos Agricultores Sem-Terra no Oeste do Paraná.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.