NOVAS TECNOLOGIAS PARA PRÁTICAS ANTIGAS NA ADMINISTRAÇÃO DE JUSTIÇA: DOIS TRABALHOS DE CAMPO NO SISTEMA JUDICIAL BRASILEIRO

Marco Aurélio Alves Epifani Filho, Luiza Barçante Sanandres

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar o impacto da utilização de novas tecnologias no sistema de justiça brasileiro, através da comparação entre duas pesquisas de campo, uma realizada na Justiça do Trabalho e a outra no Ministério Público. Assim, procura-se compreender como os atores do campo adaptam as suas atividades e propósitos institucionais, alterando os programas e orientações estruturais impostas pelos sistemas digitais. Como conclusão, a sugestão de que as reformas tecnológicas não providenciam mudanças gerais no nível da burocracia, mas explicitam políticas particularizadas em diferentes contextos institucionais.


Palavras-chave


Justiça do Trabalho. Ministério Público. Processo Judicial Eletrônico

Texto completo:

PDF EPUB

Referências


BAPTISTA, Bárbara Gomes Lupetti. Mediação e conciliação no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro: a tensão entre novos discursos e velhas práticas. In: Sensibilidades Jurídicas e sentidos de justiça na contemporaneidade. Niterói: Editora da UFF, 2013

FONTAINHA, Fernando de Castro. Juízes Empreendedores: um estudo a partir da informatização dos tribunais brasileiros. 1. ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2012.

KANT DE LIMA, Roberto; LUPETTI BAPTISTA, Bárbara Gomes. O desafio de realizar pesquisa empírica no Direito: uma contribuição antropológica. Artigo apresentado no 7º Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política, 04 a 07 de agosto de 2010, Recife, Pernambuco.

LATOUR, Bruno. Jamais Fomos Modernos.3. ed. São Paulo: Editora 34, 2013.

MIRANDA, A. P. M. . Cartórios: onde a tradição tem registro público. Antropolítica (UFF), Niterói, v. 8, p. 59-75, 2000.

PENHA, Ana Carolina. Quem protege é o juiz: Uma análise das práticas dos juízes da Justiça do Trabalho em Niterói. Trabalho de Conclusão de Curso da Graduação em Direito da Universidade Federal Fluminense. Niterói: 2014.




DOI: https://doi.org/10.22409/conflu19i2.p523

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Confluências | Revista Interdisciplinar de Sociologia e Direito



A Revista Confluências é Qualis B1.

Esta revista encontra-se indexada em:

 

Resultado de imagem para bielefeld base