A guinada dos populares: mídia e vida social no Brasil

Marcio Serelle

Resumo


Este artigo busca estabelecer encontros entre a guinada popular midiática e a emergência de uma “nova classe trabalhadora” (SOUZA, 2012) no Brasil, nos últimos anos. A partir da percepção de Turner (2010) de que vivemos, nas sociedades midiatizadas em geral, uma “virada demótica”, mas não necessariamente “democrática”, marcada pela tabloidização e por novas relações entre os indivíduos comuns e as mídias, resultantes de movimentações culturais e tecnológicas, o texto objetiva colocar em relevo aspectos pertinentes dessa guinada em nosso meio, no que se refere à circulação, em narrativas múltiplas, de estilos de vida, visões práticas de mundo e identidades. Se permanece a questão de como transformar a visibilidade em política efetiva de participação, o artigo, por sua vez, entendendo afetos e gostos como definidores de classe, propõe a cultura midiática e seus atravessamentos como campo potente, hoje, para enfrentamentos e evidenciação de conflitos sociais no País.

Palavras-chave


Virada demótica; tabloidização; nova classe trabalhadora; gosto

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/contracampo.v0i30.675

Apontamentos

  • Não há apontamentos.