A emergência dos piratas nas redes do capitalismo informacional

Rodrigo Saturnino

Resumo


O objetivo deste texto é analisar as identidades políticas dos piratas. A partir da história do movimento dos Partidos Piratas, o artigo investiga como novos ativismos partidários têm vindo a instituir‑se ao redor do mundo através de uma reflexividade fundamentada em valores éticos e morais procedentes de utopias tecnológicas antecessoras à sua existência. Ainda no âmbito analítico, discute‑se como o imaginário reticular auxiliou a redefinir as regras da economia mundial e as formas de consumo, bem como serviu de suporte mobilizador de novas subjetividades empenhadas na reorganização da geopolítica da rede.


Palavras-chave


Internet, Partido Pirata, Rede.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/contracampo.v33i2.775

Apontamentos

  • Não há apontamentos.