As bifurcações do tempo: considerações sobre três figuras temporais no filme Serras da Desordem, de Andrea Tonacci

Marcelo Carvalho

Resumo


Este artigo tem como objetivo verificar algumas formas de inscrição do tempo no filme Serras da desordem (2006), de Andrea Tonacci. Para tanto, recorremos a três universos conceituais distintos: a imagem-cristal e a questão do duplo temporal em Gilles Deleuze; as questões ligadas à supermodernidade e ao não lugar em Marc Augé; e a temporalidade decorrente das estruturas de agressão de Nöel Burch. Ao fim, identificamos no filme as figuras do tempo especular, do presente esvaziado e do presente brutalizado.

Palavras-chave


Serras da Desordem; Imagem-Cristal; Não lugar; Supermodernidade; Estruturas de Agressão

Texto completo:

PDF

Referências


ALLIEZ, Éric. Deleuze filosofia virtual. Rio de Janeiro: Editora 34, 1996.

AUGÉ, Marc. Não-lugares: introdução a uma antropologia da supermodernidade. Campinas: Papirus, 2012.

CAETANO, Daniel. Entrevista com Andrea Tonacci. In: CAETANO, Daniel (Org.). Serras da desordem. Rio de Janeiro: Azougue Editorial, 2008, pp. 97-138.

COHN, Clarice. Reflexões sobre Serras da Desordem. In: CAETANO, Daniel (Org.). Serras da desordem. Rio de Janeiro: Azougue Editorial, 2008, pp. 43-57.

BERGSON, Henri. A evolução criadora. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

________. Matéria e memória. São Paulo: Martins Fontes, 1990.

BURCH, Nöel. Estruturas de agressão. In: BURCH, Nöel. Práxis do cinema. São Paulo: Perspectiva, 1992, pp. 149-163.

CALVI, Miquéias Freitas; ALVES, Miranda Alves; NASCIMENTO, Huandria Figueiredo do. Relatório analítico: atividades de pesquisas da Célula de Acompanhamento e Informação do Território da Cidadania da Transamazônica. UFPA (Campus de Altamira), nov., 2011. Disponível em . Último acesso em: 12/10/2018.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e terra, 2000.

DELEUZE, Gilles. A imagem-movimento. São Paulo: Brasiliense, 1985.

________. A imagem-tempo. São Paulo: Brasiliense, 1990.

________. Diferença e repetição. Rio de Janeiro: Graal, 1988.

________. Lógica do sentido. São Paulo: Perspectiva, 2000.

________. O atual e o virtual. In: ALLIEZ, Éric. Deleuze filosofia virtual. Rio de Janeiro: Editora 34, 1996, pp. 47-57.

FOUCAULT, Michel. Ditos e escritos – segurança, penalidade e prisão (vol. VIII). Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2012.

LALANDE, André. Vocabulário técnico e crítico da filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

LÉVY, Pierre. O que é o virtual? São Paulo: Editora 34, 1996.

MARTIN, Jean-Clet. La philosophie de Gilles Deleuze. Paris: Éditions Payot & Rivages, 2005.

OLIVEIRA, Rodrigo. Um outro cinema para uma outra humanidade. In: CAETANO, D. (Org.). Serras da desordem. Rio de Janeiro: Azougue Editorial, 2008, pp. 59-80.

PEREIRA, Airton dos Reis. Colonização e conflitos na Transamazônica em tempos da ditadura civil-militar brasileira. Clio – Revista de Pesquisa Histórica, dossiê 1964 – releituras historiográficas. Universidade do Estado do Pará (UEPA), Belém, PA, n. 31.2, 2013. Disponível em . Último acesso em: 12/10/2018.

XAVIER, Ismail. As artimanhas do fogo, para além do encanto e do mistério. In: CAETANO, Daniel (Org.). Serras da desordem. Rio de Janeiro: Azougue Editorial, 2008, pp. 11-23.

ZOURABICHVILI, François. Deleuze, una filosofia del acontecimiento. Buenos Aires: Amorrortu, 2004.




DOI: https://doi.org/10.22409/contracampo.v0i0.27124

Apontamentos

  • Não há apontamentos.