Institucionalização da pesquisa educacional no Brasil: análises e debates para a problematização de um processo.

Alexandre Souza

Resumo


O tema deste artigo é a pesquisa educacional, especificamente a institucionalização da pesquisa educacional no Brasil. O objetivo é identificar o processo de institucionalização da pesquisa educacional no Brasil, a partir de análises e debates vinculados à institucionalização desta atividade de pesquisa, bem como problematizar este processo. Desse modo, o problema abordado refere-se a compreensão do processo que institucionaliza a pesquisa educacional no Brasil. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica. O periódico Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (RBEP) é o material empírico de indicação dos debates sobre a temática ora em questão. No apoio às leituras quanto aos debates selecionados na Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (RBEP) e à compreensão da institucionalização no Brasil, considerou-se as análises de Florestan Fernandes sobre as transformações ocorridas na sociedade brasileira ao longo do século vinte, que repercutiram diretamente em sua conformação institucional. Argumenta-se que a constituição de instituições de pesquisas educacionais no Brasil, assim como a dotação de seus contornos funcionais, estão diretamente vinculados a uma nova configuração das relações econômicas e sociais no país, a partir da inserção do Brasil ao sistema capitalista em expansão.


Palavras-chave


institucionalização; pesquisa educacional; Florestan Fernandes; RBEP

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2238-9288

NEPeTS - Núcleo de Estudos e Pesquisas em Teoria Social