AVALIAÇÃO DE EFICIÊNCIA EM QUALIDADE EM CURSOS DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO: UMA APLICAÇÃO DA ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS (EFFICIENCY EVALUATION IN QUALITY IN PRODUCTION ENGINEERING COURSES: AN APPLICATION OF DATA ENVELOPMENT ANALYSIS)

Camila Guimarães Monteiro de Freitas Alves, Lídia Angulo Meza

Resumo


Tendo em vista a importância da educação para o desenvolvimento de um país, torna-se necessária a criação de estatísticas para analisar a eficiência das instituições de ensino. Para tanto, alguns indicadores podem ser empregados. Com o objetivo de analisar a eficiência de cursos de Engenharia de Produção oferecidos por instituições de ensino públicas e privadas da região Sudeste que contemplem os fatores relacionados à qualidade, esta pesquisa propôs a utilização da Análise Envoltória de Dados para realização desta análise. O problema de pesquisa abordado foi: Qual o nível de eficiência em qualidade dos cursos de Graduação em Engenharia de Produção de instituições de ensino localizadas na região Sudeste? Para este estudo, foi adotado o modelo CCR, o qual considera retornos constantes de escala, com orientação a output. A partir deste modelo, traçaram-se os alvos para que as unidades não eficientes alcancem a eficiência máxima e os benchmarks a serem seguidos. Em seguida, analisou- se a eficiência com base na fronteira invertida e eficiência composta normalizada. As instituições analisadas operaram acima de 50% de eficiência, tanto padrão quanto composta normalizada. Destaca-se que ferramentas para análise de eficiência podem auxiliar as instituições na tomada de decisão, a partir da análise de seus inputs e seus outputs.


Texto completo:

PDF

Referências


ANGULO MEZA, L.; BIONDI NETO, L.; SOARES DE MELLO, J.C.C.B.; GOMES, E.G. 2005. ISYDS - Integrated System for Decision Support (SIAD - Sistema Integrado de Apoio à Decisão): a software package for data envelopment analysis model. Pesquisa Operacional, 25, 493-503.

ANGULO MEZA, L.; BIONDI NETO, L.; SOARES DE MELLO, J.C.C.B.; GOMES, E.G.; COELHO, P.H.G. Free software for decision analysis: a software package for data envelopment models. 7th International Conference on Enterprise Information Systems – ICEIS, 2005, Miami, USA, 207-212.

BANKER, R. D.; CHARNES, A.; COOPER, W.W. 1984. Some Models for Estimating Technical and Scale Inefficiencies in Data Envelopment Analysis. Management Science, 1078 – 1092.

BANKER, R. D.; CHARNES, A.; COOPER, W.W.; SWARTS, J.; THOMAS, D 1989. .An introduction to data envelopment analysis with some of its models and their uses. Research in Government and Nonprofit Accounting, 125–163.

BRASIL. Planalto. Decreto Nº 5.773, DE 9 de maio de 2006. Dispõe sobre o exercício das funções de regulação, supervisão e avaliação de instituições de educação superior e cursos superiores de graduação e sequenciais no sistema federal de ensino. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/decreto/d5773.htm. Acesso em: 24/05/2018.

BRASIL. Planalto. Lei No 10.861, de 14 de abril de 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/lei/l10.861.htm. Acesso em 13/05/2018.

BRASIL. Planalto. Decreto Nº 6.425, de 4 de abril de 2008. Dispõe sobre o censo anual da educação. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/legislacao/2008/decr eto_6425_04042008.pdf. Acesso em: 15/04/2018.

BRASIL. Planalto. Lei Nº 13.005, de 25 de Junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L13005.htm. Acesso em 20/05/2018.

CHARNES.A.; COOPER, W.; RHODES, E. 1978. Measuring the efficiency of decision making units.European Journal of Operational Research, Amsterdam, 429-444.

CHARNES, A; COOPER, W; LEWIN, A. Y.; SEIFORD, L. M. 1997. Data Envelopment Analysis: Theory, Methodology and Applications, Massachusetts: Kluwer Academic Publishers Group.

COOK, W. D.; TONE, K.; ZHU, J. 2014. Data envelopment analysis: Prior to choosing a model. Omega, 44, 1-4.

DEBREU, G. 1951. The Coefficient of Resource Utilization. Econometrica, 19, 273 – 292.

FARRELL, M. J. 1957. The Measurement of Productive Efficiency. Journal of the Royal Society, Series A, 120 ,253 -290.

FERNANDES, R.; PAZELLO, E. T.; LEITÃO, T. M. S. P.; MORICONI, G. M. 2009. Avaliação de Cursos na Educação Superior: a função e a mecânica do Conceito Preliminar de Curso. Série Documental – Textos para Discussão, Brasília. Disponível em: < http://www.publicacoes.inep.gov.br/portal/download/698>. Acesso em: 25/05/2018.

FREITAS, I.M.A.C.; SILVEIRA, A. 1997. Avaliação da Educação Superior. Florianópolis, Insular.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Censo da Educação Superior. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/superiorcensosuperior. Acesso em 10/07/2018.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Nota Técnica nº 73. Cálculo do Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_superior/enade/notas_tecnicas/2013/nota_tecnica_n_73 _2014_calculo_igc_2013.pdf. Acesso em: 09/06/2018.

INTERNATIONAL MONETARY FUND. 2018. GDP, current prices. Disponível em: https://www.imf.org/external/datamapper/NGDPD@WEO/OEMDC/ADVEC/WEO/JPN/FRA. Acesso em: 07/08/2018.

KOOPMANS, T. C.1951. Analysis of Production as an Efficient Combination of Actives. Cowles Commission for Research in Economics: The University of Chicago.

LETA, F. R.; SOARES DE MELLO, J. C.C. B.; GOMES, E. G.; ÂNGULO MEZA, L. 2005. Métodos de Melhora de Ordenação em DEA Aplicados à Avaliação Estática de Tornos Mecânicos. Investigação Operacional, 1-14.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA. 1994. Programa de Avaliação Institucional das Universidades Brasileiras, Brasília, MEC.

SOARES DE MELLO, J. C. C. B.; ÂNGULO MEZA, L.; GOMES, E. G.; SERAPIÃO, B. P.; LINS, M. P. 2003. Análise de envoltória de dados no estudo da eficiência e dos benchmarks para companhias aéreas brasileiras. Pesquisa Operacional, 23, 325 – 346.

SOARES DE MELLO, J. C. C. B.; GOMES, E. G.; ÂNGULO MEZA, L.; SOARES DE MELLO, M. H. C. 2003. Uma análise da qualidade e da produtividade de programas de pós-graduação em Engenharia. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., 11, 167-179.

SOARES DE MELLO, J. C. C. B.; ÂNGULO MEZA, L.; GOMES, E. G.; BIONDI NETO, L. Curso de Análise Envoltória de Dados. XXXVII Simpósio Nacional de Pesquisa Operacional, 2005, Gramado, Brasil.

VASCONCELLOS. A. V.; CANEN, G. A.; LINS, E. P. M. 2006. Identificando os Modelos Práticos Operacionais através da Associação. Benchmarking-DEA: o caso das Refinarias de Petróleo. Pesquisa Operacional, 26, 51-67.




DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v21i2.27122

Apontamentos

  • Não há apontamentos.