O HOLISMO APLICADO AO CONHECIMENTO AMBIENTAL

Julio C. Wasserman, Albano R. Alves

Resumo


A abordagem holística pode ser definida de maneira aproximada como aquela que considera
as infinitas interações entre os diversos componentes de um sistema complexo. Alguns autores têm
chamado esta visão do funcionamento das coisas do Universo como abordagem sistêmica. As áreas em
que esta abordagem pode ser aplicada variam desde a astrofísica até a gestão de negócios, mas uma área
onde o holismo é particularmente útil é a ciência da natureza. A dificuldade na aplicação da abordagem
holística às ciências naturais vem da inexistência de metodologias bem estabelecidas e testadas, levando
os cientistas a se depararem com um imenso abismo de conhecimentos, quando são levados a
entenderem processos de áreas diversas às quais está afeito. Um exemplo crítico pode ser obtido da
previsão de impactos ambientais, onde a aplicação de modelos numéricos demanda uma pesada carga de
conhecimento matemático, de forma que os processos sejam corretamente simulados. No caso, cada
passo do processo precisa ser equacionado da maneira mais precisa possível, caso contrário, erros
pequenos podem se multiplicar e gerar informações totalmente erradas. Já se observam equipes
interdisciplinares sendo formadas e gerando enormes avanços no conhecimento dos processos
ambientais, mostrando que, embora a formação científica seja ainda extremamente cartesiana, aprendese
na prática como fazer ciência holística.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v6i3.150

Apontamentos

  • Não há apontamentos.