QUEIMA DE PNEUS INSERVÍVEIS EM FORNOS DE CLÍNQUER

Luciane Pimentel Costa Monteiro, Fernando Benedicto Mainier

Resumo


A queima de resíduos industriais nos fornos de clínquer tem sido tema de discussão em âmbito nacional e internacional por estar relacionada às implicações no que diz respeito às emissões atmosféricas e à qualidade do cimento produzido. As unidades de cimento estão se confrontando com os problemas de sustentabilidade, ao terem que garantir não somente os suprimentos de matérias-primas e insumos energéticos, como de cumprir normas e padrões. Várias são as pressões tecnológicas para que se estude o impacto ambiental de contaminantes desses resíduos na produção de cimentos com especificação ambiental adequada. Sabe-se que os resíduos industriais são incinerados em função de seu poder calorífico, mas, geralmente, aumentam sobremaneira o volume de cinzas. Além disso, os metais contaminantes, presentes nos
resíduos e, com baixo ponto de ebulição, tendem a poluir o ar do entorno das fábricas, pois se transformam em vapor durante o processo. O principal objetivo desse trabalho é alertar para a possibilidade de contaminações, sejam de cimentos nacionais ou importados, provenientes das rotas de fabricação, muitas das vezes desconhecidas, onde os combustíveis alternativos como os pneus inservíveis, podem ser fontes permanentes não declaradas de contaminações ambientais e do próprio cimento produzido.
 gt;


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v10i1.211

Apontamentos

  • Não há apontamentos.