OTIMIZAÇÃO DO PROCESSO FOTO-FENTON UTILIZANDO IRRADIAÇÃO ARTIFICIAL NA DEGRADAÇÃO DO EFLUENTE TÊXTIL SINTÉTICO

Diego Ricieri Manenti, Luis Fernando Souza Gomes, Fernando Henrique Borba, Aparecido Nivaldo Módenes, Fernando Rodolfo Espinoza-Quiñones, Soraya Moreno Palácio

Resumo


Este trabalho investigou a fotodegradação dos poluentes de um efluente têxtil sintético via processo foto-Fenton. O efluente foi preparado pela mistura de seis corantes. Como fontes de irradiação UV, foram utilizadas três lâmpadas comerciais de mercúrio. As variáveis do processo, pH inicial e as concentrações do íon ferro e peróxido de hidrogênio, foram otimizadas baseado nos resultados de redução da demanda química de oxigênio (DQO) e descoloração obtidos no planejamento fatorial 33 completo. Foi obtida uma boa representação dos dados experimentais para um modelo estatístico de quarta ordem, verificado pela aplicação de uma análise de variância. Os dados de degradação do ETS foram ajustados pelo modelo cinético de reação pseudo-primeira ordem. Com apenas 5 minutos de irradiação, o processo foto-Fenton
apresentou ótima eficiência na redução da DQO, da turbidez, dos sólidos totais, sólidos totais fixos e sólidos totais voláteis, exceto para os compostos aromáticos, que apresentaram resultados significativos de degradação em 60 minutos.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v12i1.241

Apontamentos

  • Não há apontamentos.