ANÁLISE DOS ELEMENTOS ATÍPICOS DO SISTEMA DE ESGOTO – SEPARADOR ABSOLUTO – NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

Thereza Christina Almeida Rosso, Alexandre Pessoa Dias

Resumo


Este trabalho analisa a problemática das interconexões entre os sistemas de esgotamento sanitário e de drenagem pluvial e seus impactos sobre as coleções hídricas da Cidade do Rio de Janeiro, verificando-se até que ponto o tipo de sistema oficialmente concebido - separador absoluto - de fato contempla suas funções sanitárias e ambientais de coleta, transporte e destino final adequado dos esgotos sanitários. Procura-se trabalhar a hipótese de que muitas das soluções adotadas para a despoluição dos corpos hídricos estão gradualmente descaracterizando e desqualificando as vantagens deste sistema, o que indica a necessidade de mudança de direção e da trajetória das intervenções de controle da poluição no Rio de Janeiro, por uma inadiável questão de responsabilidade socioambiental.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v13i3.301

Apontamentos

  • Não há apontamentos.