ANÁLISE DA ABORDAGEM SINGLE POINT RANS PARA O ESCOAMENTO DO TIPO JATO LIVRE AXISSIMÉTRICO E INCOMPRESSÍVEL

Gisely Luzia Ströher, Joel Fernando Nicoleti, Cláudia Regina de Andrade, Edson Luiz Zaparoli, Gylles Ricardo Ströher

Resumo


Foram efetuadas diversas simulações numéricas para o escoamento do tipo jato livre axissimétrico, incompressível e turbulento, no intuito de avaliar numericamente as afirmações de Taulbee (1989), George (1989) e George e Davidson (2004) as quais convergem na afirmação de que a modelagem single-point RANS (Reynolds-averaged Navier–Stokes) não possui a física necessária para contabilizar a dependência assintótica da origem do jato no seu desenvolvimento. O objetivo principal deste trabalho limita-se a mostrar alguns resultados, sem tentar solucionar tal afirmação. Adicionalmente é apresentada uma breve análise da influência das condições de origem do jato sobre a região completamente desenvolvida do escoamento. Os resultados das simulações corroboram a afirmação dos referidos autores e também indicam que não há um conjunto geral de constantes dos modelos de turbulência que  se apresente universalmente válido. Foi verificado que a região completamente desenvolvida mostra-se dependente não apenas da quantidade de momento na saída do bocal, conseqüentemente, os jatos atingem diferentes estados auto-similares em função dos detalhes de sua origem, contrapondo a hipótese clássica da auto-similaridade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v14i3.292

Apontamentos

  • Não há apontamentos.