O ENGENHEIRO QUÍMICO E O MERCADO DE TRABALHO - EXPECTATIVAS E REALIDADE

Mario Fernando Mello, Pâmela Sfalcin, Caroline Martins Machado, Alberto de Souza Schmidt

Resumo


A Universidade Federal de Santa Maria através de seu curso de graduação de Engenharia Química,forma Engenheiros Químicos com possibilidades de trabalhar em diversas áreas conforme as atribuições docurso. Devido a essa gama de opções são criadas expectativas durante a graduação, que podem não corresponderao que o mercado de trabalho oferece no momento da formação. Com o objetivo de analisar a relaçãoexistente entre as expectativas dos acadêmicos e o que mercado de trabalho dispõe, foram consultados, atravésde uma pesquisa, os graduandos e egressos do curso de Engenharia Química. Foram elaborados questionárioscom base no estudo de Regio (2011) e os dados foram analisados estatisticamente utilizando o software Excel®.Analisando os resultados obtidos, verificou-se que a maioria das expectativas dos acadêmicos está condizentecom a realidade apresentada pelos egressos. Constatou-se ainda, a correspondência referente à natureza da funçãoexercida e forma de ingresso nas organizações. Por outro lado, expectativas referentes à faixa salarial, área deatuação, cidade onde gostaria de trabalhar, foram atendidas parcialmente. Os resultados aqui obtidos poderãoservir como subsídios importantes para gestores de instituições de ensino, que pretendam aplicar melhoriasnecessárias no serviço educacional, bem como a estudantes, pesquisadores e profissionais que estejam em buscade informações sobre o tema.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v15i2.470

Apontamentos

  • Não há apontamentos.