PRODUÇÃO DE HIDROGÊNIO A PARTIR DA REFORMA A VAPOR DO GLICEROL UTILIZANDO CATALISADORES DE Ni-Cu OBTIDOS A PARTIR DE PRECURSORES TIPO-HIDROTALCITA

Robinson L Manfro, Nielson F P Ribeiro, Mariana M V M Souza

Resumo


O processo de produção do biodiesel gera aproximadamente 10% de glicerol como subproduto e esse processo tem aumentado progressivamente, o que gera excedente de glicerol no mercado. Estudos mostram a possibilidade de produção de hidrogênio através da reação de reforma a vapor do glicerol em temperaturas moderadas (em torno de 500°C). Neste trabalho a reação de reforma a vapor do glicerol foi estudada utilizando três catalisadores derivados de compostos tipo-hidrotalcita com 20% em peso de NiO e 0, 5 e 10% de CuO. Os catalisadores foram caracterizados quanto a composição química, estrutura cristalina, análise textural e redutibilidade. Os testes catalíticos foram realizados em reator de quartzo a pressão atmosférica utilizando uma velocidade espacial (GHSV) de 50.000 h-1 e solução de glicerol a 10 vol%. A conversão do glicerol foi praticamente de 100% a 500°C e a composição gasosa, em termos de fração molar, ficou ao redor dos 65% para o H2, 35% para o CO2 e baixos teores de CO e CH4. Na fase líquida foram identificados subprodutos como propilenoglicol, acetaldeído, ácido acético e etanol.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v15i3.492

Apontamentos

  • Não há apontamentos.