REFINO DE ÓLEOS VEGETAIS UTILIZANDO LAVAGEM ÁCIDA COM RECIRCULAÇÃO

Eduardo Rasi de Almeida Prado, Flavio Luis Lemos, Ivan Lara, Eduan de Oliveira Claro, Luiz Mario de Matos Jorge

Resumo


O refino tradicional do óleo de soja consiste em submeter o produto às etapas de degomagem, neutralização, branqueamento e desodorização, buscando a melhoria de sua aparência física, odor e sabor. Cada uma destas etapas impacta consideravelmente sobre a qualidade e custo do óleo, sendo muitas vezes fator decisivo na competitividade global. Neste contexto, visando minimizar perdas, o trabalho teve enfoque na lavagem do óleo neutro, processo na qual ocorre na etapa de neutralização. Nos processos tradicionais, a neutralização dos ácidos graxos livres ocorre de forma alcalina com adição de hidróxido de sódio, a saponificação residual desta reação deve ser removida no processo seguinte que é a lavagem do óleo neutro. O presente estudo analisou a viabilidade da substituição do processo de lavagem com água pelo processo de lavagem ácida com recirculação, verificando as reduções nas perdas por arraste que ocorrem nas centrífugas de lavagem bem como a redução no consumo de água. Primeiramente, realizou-se um balanço de massa nas correntes de interesse. Posteriormente foram realizadas análises do teor de óleo contido nessas linhas mediante o processo de lavagem com água e o processo proposto, bem como a quantificação do consumo de ácido fosfórico utilizado durante os experimentos. Através dos resultados obtidos, verificou-se que o processo de lavagem ácida reduziu o teor de óleo presente na água residual em média de 2,5% para 0,61%, com a recirculação, foi possível abaixar o consumo de água desmineralizada em até 55% e reduzir o volume de carga contaminante enviada à planta de tratamento em até 44,5%.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v16i3.523

Apontamentos

  • Não há apontamentos.