OCORRÊNCIA DE PARASITAS PATOLÓGICOS NOS RIOS MACACU, CACERIBU E GUAPI-MACACU, RIO DE JANEIRO, BRASIL

Myriam Bandeira Vianna, Alynne da Silva Barbosa, Valmir Laurentino Silva, Otílio Machado Bastos, Julio Cesar Wasserman

Resumo


No presente trabalho pretendeu-se realizar uma avaliação parasitológica da qualidade das águas dos rios Macacu, Caceribu e Guapi-Macacu, os quais vêm sendo utilizados para abastecimento de água e para atividades de laser. Amostras  As amostras foram coletadas por filtração de 2000 L de água diretamente bombeada das estações. O material retido nos filtros foi submetido a análise pela técnica de Ritchie, modificada por Young e colegas, além dos testes de imunoensaios enzimáticos (ELISA) para a detecção dos parasitas Giardia spp, Entamoeba histolytica e Cryptosporidium spp. Embora os resultados indiquem a presença de ovos de Giardia spp e Cryptosporidium spp em apena três amostras, considerando o risco de contaminação e de doenças associados à presença destes organismos, é sugerido que novos procedimentos de gestão devam ser implantados, de forma a evitar a descarga direta de esgotos nos rios da região.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v16i4.474

Apontamentos

  • Não há apontamentos.