DETERMINAÇÃO DAS ISOTERMAS DE EQUILÍBRIO DAS SEMENTES DE UVA DAS VARIEDADES CABERNET SAUVIGNON E BORDÔ

Cissa Kelmer Bracht, Maraisa Lopes Menezes, Miriam Carla Ambrosio-Ugri, Nehemias Curvelo Pereira

Resumo


O conhecimento da umidade de equilíbrio de uma matéria-prima é de grande importância para o processamento e controle das condições de armazenamento. As sementes de uva, que podem ser utilizadas para extração de óleo, apresentam uma elevada quantidade de umidade e durante a sua armazenagem podem sofrer mudanças físico-químicas e microbiológicas. Assim, esta pesquisa teve por objetivo determinar as isotermas de equilíbrio para as sementes de uva das variedades Cabernet Sauvignon e Bordô, visando à obtenção de dados que indique uma melhor condição de armazenamento e processamento desta matéria-prima. As isotermas de equilíbrio foram determinadas nas temperaturas de 25, 35 e 50°C utilizando o método estático. Foram ajustados aos dados experimentais os modelos de Henderson, Henderson Modificado, Motta Lima, BET, Sabbah e Oswin, utilizando o software Statistica 7.1®. Com base nos coeficientes de determinação (R2), nos valores do teste F e da raiz quadrada do erro médio (RM), foi possível determinar o modelo que melhor se ajustou aos dados experimentais. Para a determinação do calor de sorção, foi utilizada a equação de Clausius-Clapeyron, a atividade de água foi estimada pelo modelo de Henderson (1952) para as temperaturas de 25, 35 e 50°C e as umidades de equilíbrio variaram de 2 a 15 %. Os resultados mostraram que a umidade relativa do ambiente em que as sementes são armazenadas não poderá ser maior que 75% para que as mesmas permaneçam com um conteúdo de umidade menor que 10% (b.s.) até o seu processamento. Verificou-se, também, que os modelos que melhor se ajustaram aos dados experimentais obtidos para as isotermas de equilíbrio foram os de Henderson e Henderson Modificado, em todas as condições estudadas. Com relação ao calor de sorção, foi verificado que este diminuiu com o aumento da umidade de equilíbrio, com valores variando entre 2329 kJ/kg e 3403 kJ/kg para as sementes de uva da variedade Cabernet Sauvignon e entre 2225 e 4077 kJ/kg para as sementes de Bordô. 

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v17i1.558

Apontamentos

  • Não há apontamentos.