ANÁLISE COMPARATIVA DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA ENTRE SISTEMAS PREDIAIS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA

André Marcelo Dias, Enio Carlos Segatto

Resumo


Segundo a norma brasileira ABNT-NBR5626/1998, as edificações devem possuir reserva de água suficiente para garantir o abastecimento durante um dia, considerando o consumo normal da edificação. Esse fato remete à existência de reservatórios de água inferiores e/ou superiores na edificação, pressupondo-se assim apenas a existencia de sistemas de abastecimento de água indiretos no Brasil.

Desta maneira, existem 3 possibilidades de configuração desses sistemas de abastecimento: o sistema que possui reservatórios inferior e superior aqui identificado por sistema RI/RS e os sistemas ascendentes, que pressurizam água a partir do unico reservatório existente, que é  inferior. Esses sistemas ascendentes podem possuir uma unica prumada principal para abastecimento predial ou possuir diversas prumadas, segmentando a edificação em zonas de pressão.

Assim, o presente artigo analisa as três configurações possíveis, apresentando os resultados das simulações no Simulink, com a definição de qual dos três sistemas é o mais eficiente energeticamente entre eles.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v17i1.529

Apontamentos

  • Não há apontamentos.