POTENCIAL DE SORÇÃO DO BAGAÇO DA CANA-DE-AÇÚCAR NA CONTENÇÃO E REMOÇÃO DE DERRAMAMENTO DE PETRÓLEO E DERIVADOS

Ramon Gouvea de Paula, Hevelin Tabata Boni, Antônio Augusto Ulson de Souza, Carlos Itsuo Yamamoto, Elaine Vosniak Takeshita

Resumo


Fibras vegetais representam uma alternativa viável para contenção de derramamentos de petróleo e derivados. Além de serem biodegradáveis, estão disponíveis em grande quantidade na natureza, são de simples obtenção e, segundo a literatura científica, demonstram alta capacidade de sorção de poluentes. O objetivo deste trabalho foi estudar a aplicação do bagaço da cana-de-açúcar como sorvente para remoção de óleos em meios aquosos e secos. Testes de sorção em mistura de n-decano e água foram realizados em estufa agitada e termicamente controlada, para determinar a influência de parâmetros como a temperatura (25, 40 e 70 °C), pH (5, 7 e 8), tempo de contato e agitação do meio. O bagaço demonstrou uma boa capacidade sortiva, absorvendo, em média, cerca de 8 vezes o seu peso inicial à temperatura ambiente em menos de 1 hora, com pouca variação deste valor sob temperaturas mais elevadas. A flutuosidade e afinidade à água do material também foram determinadas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v19i1.808

Apontamentos

  • Não há apontamentos.