UMA APLICAÇÃO DA PESQUISA OPERACIONAL EM ATERROS SANITÁRIOS

Denise Helena Lombardo Ferreira, Paula Venticinque Mendes

Resumo


Os resíduos sólidos gerados por centros urbanos devem ser acomodados corretamente de forma a atender questões ambientais, operacionais e econômicas. Um dos problemas é determinar o local que servirá como aterro sanitário levando em conta o impacto ambiental, a logística de transporte e o custo envolvido. Este artigo tem como objetivo aplicar a Pesquisa Operacional na avaliação dos melhores locais para os aterros sanitários e dos melhores fluxos de resíduos entre algumas cidades do Estado de São Paulo. A CETESB - Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental é a responsável por avaliar uma unidade receptora deste Estado quanto a sua qualidade e sua eficiência ao analisar seu respectivo IQR (Índice de Qualidade de Aterro de Resíduos), que classifica as condições de um município como inadequadas, controladas ou adequadas. A partir dos resultados encontrados, conclui-se que, caso a conscientização e a educação ambiental fossem plenas, as opções de localização de unidades receptoras seriam restringidas àquelas cujos IQRs são melhores e que, portanto, apresentam condições adequadas para acomodar os resíduos. Entretanto, isso pode acarretar maior custo, pois nem todos os municípios têm tais condições para acomodar seu próprio resíduo, sendo necessário transportá-lo para outros locai

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v19i3.886

Apontamentos

  • Não há apontamentos.