ANALISE TERMOFISICA E ESTRUTURAL DAS LIGAS AL-0,15%ZR E AL-0,22%ZR, SOLIDIFICADAS EM MOLDE UNIDIRECIONAL HORIZONTAL (ANALYSIS THERMOPHYSICS AND STRUCTURAL OF AL-0.15%ZR AND AL-0.22% ZR ALLOYS, SOLIDIFIED IN HORIZONTAL UNIDIRECTIONAL MOLD)

Mauro Quaresma Lobato, Emerson Rodrigues Prazeres, Renan Gouvea Dias, José Maria do Vale Quaresma

Resumo


A microestrutura resultante da solidificação afeta diretamente as propriedades mecânicas de um produto. A velocidade, a taxa de resfriamento e os gradientes térmicos, tem grande influência na determinarão do grau de refino da estrutura. Portanto, conhecer as informações relativas aos aspectos relacionados durante todo o processo de solidificação é fundamental quando se deseja produzir um material. O trabalho apresentado a seguir foi realizado com intuito de estudar e comparar as ligas Al-0,05%Cu-[0,35-0,45]%Fe-0,3%Si-0,15%Zr e Al-0,05%Cu-[0,35-0,45]%Fe-0,3%Si-0,22%Zr. Foi utilizado para solidificação um simulador físico, na forma de uma câmara retangular com seis faces (Molde Unidirecional Horizontal) contendo uma única face metálica, capaz de extrair calor de forma mais intensa quando comparada com as outras cinco faces. Com isso, foi possível avaliar o comportamento termofísico das ligas, como velocidade de solidificação e taxa de resfriamento, comportamento macroestrutural e microestrutural. Foi observado que a maior afinidade metal/molde contribuiu para a menor velocidade de resfriamento e taxa de solidificação para a liga Al-Cu-Fe-Si-0,22%Zr. Comparando as taxas de resfriamento com as macroestruturas, notou-se que menores taxas contribuíram para formação de grãos mais equiaxiais. Notou-se que o teor de Zr e a taxa de resfriamento exercem uma grande influência na organização do Ferro e do Silício ao longo do lingote. O maior teor de Zr e baixas taxas favorecem a maior concentração de Silício no entorno da estrutura eutetica do Al-Fe.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v19i4.919

Apontamentos

  • Não há apontamentos.