Análise de corrosão superficial através de imagens digitais em ambientes controlados

Gustavo Melo de Lima, Fabiana Rodrigues Leta, Laira Stephanie Batista de Oliveira

Resumo


Este artigo apresenta a aplicação da metodologia de análise de corrosão superficial pela utilização de técnicas de análise por textura possibilitando uma inspeção computacional. Este ensaio não destrutivo foi realizado em 4 dias captando imagens digitais através de uma máquina fotográfica portátil. O material utilizado nos experimentos apresentados neste trabalho foram corpos de prova de aço carbono ASTM A-36 submersos em uma câmara de névoa salina ou salt spray. Esta câmara de névoa salina permite gerar um ambiente controlado, porém extremamente agressivo com relação a os ataques corrosivos. Este trabalho limitou-se a aplicação do parâmetro entropia para a análise da textura, sendo que existem inúmeras técnicas para este tipo de análise por textura. Através de um gráfico entropia vs tempo foi possível uma análise precisa do comportamento da corrosão dos corpos de prova.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v19i4.1028

Apontamentos

  • Não há apontamentos.