Produção de Protease por Aspergillus niger (SIS 18) em Meios Contendo Resíduos Agroindustriais Utilizando Planejamento Fatorial

Felipe André Pereira da Cunha Amaral, Tainã Crisia de Souza Fonseca, Paloma Santa Cruz de Sales, Carlos Alberto Alves da Silva

Resumo


A utilização de enzimas microbianas tem movimentado o mercado mundial industrial e/ou ambiental, pelo interesse nos processos que envolvem baixo custo energético e pela eficácia das enzimas. As proteases constituem um grande grupo de enzimas hidrolíticas que catalisam a hidrólise de proteínas e possuem diversas aplicações industriais. O gênero Aspergillus se apresenta como um excelente produtor de biomoléculas. A utilização de resíduos provenientes das indústrias de alimentos tem surgido como uma excelente alternativa para formulação de meios de produção em processos fermentativos, por apresentarem elevados índices de nutrientes em sua composição. Foram realizados ensaios de produção de protease através de planejamento fatorial 22 utilizando soro de leite e resíduo de sorvete. Os ensaios ocorreram durante 144 horas, 37Cº, 150 rpm. Os resultados obtidos indicaram que ambos os meios contendo os resíduos da indústria de alimentos obtiveram atividade proteolítica de 0,118U/mL para o soro de leite e de 0,093U/mL para o resíduo de sorvete, respectivamente. A utilização de resíduos na formulação de meios alternativos tem surgido como uma opção viável na produção de moléculas bioativas, pois reduzem os custos de produção enzimática.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v19i5.971

Apontamentos

  • Não há apontamentos.