COMPARAÇÃO DAS RESISTÊNCIAS MECÂNICAS DO COMPÓSITO RESINA POLIÉSTER/FIBRA DE COCO E MADEIRAS BRASILEIRAS DE USOS ESTRUTURAIS (COMPARISON OF MECHANICAL RESISTANCES OF COMPOSITE POLYESTER RESIN/ COCONUT FIBER AND BRAZILIAN WOODS OF STRUCTURAL USES)

Janilson Alves Ferreira, Antônio Italcy de Oliveira Júnior, José Raelson Pereira de Souza

Resumo


A utilização da madeira como material estrutural apresentam comportamentos mecânicos distintos, resultando em diferentes graus de anisotropia. Este fator somado à disponibilidade e ao custo envolvido na execução de projetos que as utilizam como matéria-prima foi o estímulo para o desenvolvimento desta pesquisa, que comparou dados das resistências à flexão e à compressão da resina poliéster pura e após a modificação com 4 e 10% de fibras de coco natural. Foi possível observar aumentos em ambas as resistências à medida que o teor de fibra foi aumentado, sendo a fração de fibra igual a 10% o que apresentou maiores valores de resistência e, portanto, foi tomado como referencial para avaliação comparativa com as madeiras. No ensaio de flexão das onze madeiras selecionadas, todas apresentaram valores inferiores ao valor obtido no compósito. Entretanto, no ensaio de compressão, nove tipos de madeiras apresentaram valores inferiores.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v19i5.979

Apontamentos

  • Não há apontamentos.