PRODUÇÃO SIMULTÂNEA DE BIOMASSA E LIPÍDEOS UTILIZANDO MEIOS CONTENDO RESÍDUOS AGROINDUSTRIAIS POR Mucor subtilíssimus UCP/WFCC 1262, Cunninghamella echinulata UCP/WFCC 1299 e Rhizopus microsporus UCP/WFCC 1304 ISOLADOS DO SOLO DA CAATINGA DE PERNAMBUCO

Miller da Costa Lima, Tayane de Cássia Dias Mendes Silva, Adriana Ferreira de Souza, Marcos Antônio Cavalcanti Luna, Rosileide Fontenele Silva Andrade, Carlos Alberto Alves da Silva, Kaoru Okada

Resumo


A produção de lipídeos microbianos oferece vantagens em relação aos vegetais e animais, apresentando rápida geração, não necessitando de grandes áreas de terra arável e tendo melhor controle da produção e do produto. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho foi realizar uma seleção de fungos mucorales (Mucor subtilíssimus UCP/WFCC 1262, Cunninghamella echinulata UCP/WFCC 1299 e Rhizopus microsporus UCP/WFCC 1304), isolados do solo da Caatinga de Pernambuco em meio contendo resíduos agroindustriais. O cultivo foi realizado em diferentes concentrações de melaço de cana de açúcar, milhocina e pH. A linhagem com elevado potencial em produzir biomassa e lipídeos foi cultivada em diferentes níveis, a partir do meio selecionado, utilizando planejamento fatorial 2³. Os rendimentos das biomassas foram calculados por gravimetria, os lipídeos totais quantifidados após extração por clorofórmio e metanol e a identificação dos ácidos graxos foi realizada por cromatografia gasosa (GC). Adicionalmente, um estudo histoquímico foi realizado com o fungo selecionado. Os resultados obtidos demonstraram que Cunninghamella echinulata foi o micro-organismo selecionado devido a elevada produção simultanea de biomassa (9,05g/L) e lipídeos totais (46,96%) em meio consituído por 10% de melaço de cana de açúcar e 5% de milhocina, com o pH 6. A partir deste meio selecionado foi realizado um planejamento fatorial 2³ para cultivo com a Cunninghella echinulata visando obter a máxima produção de biomassa e lipídeos totais. De acordo com o planejamento o meio constituído por milhocina (8%), melaço de cana de açúcar (12%) e pH 6.0 (ensaio 4), foi obtida a máxima concentração de biomassa (10,1g/L) e lipídeos totais (47,86%).  A partir da biomassa de Cunninghamella echinulata cultivada no meio selecionado do planejamento fatorial foi observado o máximo acúmulo de lipídeo no micélio, confirmando os resultados obtidos neste estudo para a produção de lipídeos.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v19i5.989

Apontamentos

  • Não há apontamentos.