EXTRATO DE ACÁCIA NEGRA (Acacia mearnsii de Wild.) NO TRATAMENTO DE EFLUENTES EMULSIONADOS: ESTUDO DAS CONCENTRAÇÕES E PARÂMETROS OPERACIONAIS

Gisieli Carla Morandin, Aniela Pinto Kempka

Resumo


O extrato de Acácia Negra vem sendo caracterizado como uma grande fonte de taninos e devido ao seu alto poder de clarificação é apontado como um agente coagulante no tratamento primário de efluentes industriais. Um grande problema das indústrias de extração de óleos comestíveis é a geração de efluentes oleosos, com emulsões estáveis óleo-água, que devem ser tratados antes de serem descartados, a fim de reduzir seus impactos ambientais. O objetivo deste estudo foi avaliar a eficiência de extrato de Acácia Negra como agente coagulante na desestabilização de emulsões sintéticas, com 3 g/L e 6 g/L de óleo de soja ou óleo de girassol, chamadas efluentes emulsionados. Foram estudadas as concentrações do coagulante e os parâmetros de agitação do processo de coagulação, utilizando a metodologia de superfície de resposta. Para os efluentes com óleo de soja os maiores percentuais de remoção de turbidez foram de 61 % e 53 %, para os efluentes com 3 g/L e 6 g/L, respectivamente, utilizando-se 0,5 % (v/v) de extrato de Acácia Negra. Para os efluentes com óleo de girassol, os percentuais de remoção de turbidez foram de 42 % e 45 % com uso de 0,5 % (v/v) de Extrato de Acácia Negra, para os efluentes emulsionados com 3 g/L e 6 g/L, respectivamente. As condições de agitação otimizadas foram as mesmas para os efluentes, sendo a velocidade de agitação rápida de 150 rpm (por 1 minuto) e a velocidade de agitação lenta de 100 rpm (por 20 minutos).

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v20i3.9500

Apontamentos

  • Não há apontamentos.