INFLUÊNCIA DA TEMPERATURA DE SECAGEM DE UVAIA (Eugenia pyriformis) EM CAMADA DE ESPUMA

Cesar Vinicius Toniciolli Rigueto, Loraine Micheletti Evaristo, Claudineia Aparecida Queli Geraldi, Lara Covre

Resumo


O Brasil é considerado um dos maiores produtores de frutas tropicais do mundo, entretanto, perdas relevantes pós-colheita ocorrem principalmente devido a técnicas inadequadas de conservação. Nesse sentido, a secagem destaca-se por ser um método simples e eficaz no controle da deterioração de alimentos. Assim, objetivou-se, com este trabalho, propor e ajustar modelos matemáticos às curvas de secagem em camada de espuma da polpa de uvaia em diferentes temperaturas, como também, analisar a influência da temperatura de secagem na concentração de vitamina C nas polpas em pó. A secagem foi realizada em estufa de circulação de ar nas temperaturas de 50, 60, 70 e 80ºC. Os modelos matemáticos Lewis, Midilli e Kucuk e Page foram ajustados aos resultados experimentais, sendo que, o melhor ajuste foi obtido utilizando o modelo de Page. Os pós de fruta apresentaram pH ácido, o teor de vitamina C diminuiu conforme o aumento das temperaturas e o teor de cinzas foi influenciado pela adição de agentes espumantes.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v20i4.9540

Apontamentos

  • Não há apontamentos.