ANALISE DE UM RETIFICADOR MONOFÁSICO COM ALTO FATOR DE POTÊNCIA UTILIZANDO O CONVERSOR BOOST INTERLEAVED DE DUAS FASES FRENTE ÀS NORMATIVAS IEC61000-3-2 (2009) CLASSE D.

Israel Divan Lopes da Costa, Carlos Renato Magalhães Duarte, Diego Santos Gonçalves

Resumo


Este artigo objetiva-se a avaliar de maneira prática, a aplicação do conversor boost intercalado no modo pre-regulador de fator de potência, como solução ao problema de distorção harmônica e empobrecimento do fator de potência que os retificadores convencionais associados a filtro capacitivo, interface inicial entre a rede elétrica monofásica ou trifásica e muitos dos sistemas eletrônicos de potência, inserem no sistema elétrico. O baixo fator de potência, baixa eficiência energética, inserção de distorção harmônica e interferência eletromagnética se tornaram hoje os principais distúrbios gerados de maneira indireta pelas cargas que compõe o sistema elétrico de potência. Retificação com alto fator de potência se torna neste contexto, uma obrigatoriedade frente às normativas IEC61000-3-2 e IEEE519. A preocupação com a qualidade da energia elétrica levará a uma nova topologia, que trata da retificação em alto fator de potência utilizando-se da estratégia do PFC Ativo aplicando o conversor boost, e como otimização de eficiência desta estrutura será demostrado posteriormente o conversor em arranjo intercalado – Interleaved PFC. Ao analisarmos de maneira prática os resultados obtidos, percebe-se o quão benéfico se torna para o sistema elétrico de potencia, trabalhar-se com correção ativa de fator de potencia integrada a sistemas front-end em equipamentos eletroeletrônicos. A densidade de potencia de um equipamento pode melhorar significativamente ao se intercalar múltiplos conversores no que se relaciona a minimização dos elementos passivos filtrantes de componentes EMI.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v20i4.9558

Apontamentos

  • Não há apontamentos.