Análise das tensões residuais e integridade superficial no fresamento de topo de aço SAE 4340 sob diferentes parâmetros de corte

Paulo Cesar Freitas, Luísa Barros de Mendonça, Hector Reynaldo Costa, Maria da Penha Cindra Fonseca, Tatiane de Campos Chuvas

Resumo


A integridade superficial dos componentes usinados afeta diretamente sua estabilidade dimensional e, consequentemente, sua vida útil. Por esta razão, é extremamente importante controlar o estado da superfície final das peças após sua fabricação. Entre os principais fatores que afetam a vida útil de uma peça usinada podem ser citadas as tensões residuais, rugosidade, dureza e microestrutura. Particularmente, as tensões residuais desempenham um papel fundamental na integridade de peças usinadas porque estas podem se somar as tensões aplicadas durante o serviço e, dessa forma pode ocorrer perda de resistência à fadiga das peças, podendo resultar em falha durante a vida em serviço. As tensões residuais geradas durante a usinagem dependem principalmente do material da peça, do tipo e geometria da ferramenta e dos parâmetros de usinagem, tais como, velocidade de corte, avanço e profundidade de corte. Este trabalho investiga a influência dos parâmetros de corte, a saber: a velocidade de corte e profundidade de corte, sobre a integridade superficial de peças usinadas de aço SAE 4340, durante o fresamento de topo, com o uso de ferramentas de metal duro. Os resultados mostraram que as tensões residuais têm tendência trativa para as condições de corte aplicadas, porém a magnitude das mesmas aumenta com o aumento da velocidade de corte

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/engevista.v20i5.9562

Apontamentos

  • Não há apontamentos.