A CONSTRUÇÃO DA IMAGEM CORPORAL ENTRE JOVENS DO ENSINO FUNDAMENTAL: A QUESTÃO DA IDENTIDADE E DA DIFERENÇA E O PAPEL DO PROFESSOR

Fernanda Roberta Daniel da Silva Portron, Alexandre Brasil Carvalho da Fonseca

Resumo


Esse estudo apresenta uma discussão da construção da imagem corporal entre jovens estudantes. Trata-se de uma etnografia escolar por nove meses em duas turmas de uma escola no Rio de Janeiro. Os resultados apontaram para a influência da opinião dos professores na formação de identidade dos alunos e no processo de construção da imagem corporal destes. A visão que os professores têm passado para seus alunos reflete a “ditadura da magreza”, reforçando a idéia de que a identidade está relacionada à magreza e a diferença à obesidade e, dessa forma, os alunos almejam pertencer “às normas”, “ser a identidade”. Como a alimentação está fortemente relacionada as formas corporais, os jovens lançam mão desse instrumento para modificarem seus corpos de forma acrítica e sem pensar nas consequências para a saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/resa2012.v5i3.a21011

Apontamentos

  • Não há apontamentos.